- Como você definiria amor?
(...)
- Como você definiria?
O rosto dele abrandou, seus olhos brilharam.
- É quando você vê a pessoa inteira, suas forças e fragilidades, e ama tudo. É alguém em quem você pode confiar, mas que é sempre capaz de surpreendê-lo.
Assenti lentamente, enquanto ele prosseguia.
- É quando você olha para um rosto e sabe que é aquela pessoa que você quer ver toda noite, e toda manhã, pelo resto da sua vida. Com quem você quer ter filhos, passar pela experiência de criá-los, passar por tudo que a vida joga em sua direção. Com as lágrimas e o riso e, acima de tudo, amor.
As palavras dele trouxeram lágrimas aos meus olhos.
- Kat?
- Sim. - Funguei. - É isso, sim.


De repente, o amor.
Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger