Como Salvar Uma Vida - Sara Zarr

"Apesar de todas as palestras sobre amor e mesmo que eu tenha acabado de dizer isso para o Dylan, às vezes não tenho certeza se sei o que realmente significa dizer "Amo Você". Quando estou com Dylan, tudo é mais amigável e aconchegante do que romântico e excitante, mas ainda me agrada. Não seria isso mais pra me agradar do que seria amor por ele? O amor não deveria ter pelo menos um pouquinho a ver com a outra pessoa, o outro que não você? Mas como é possível qualquer coisa ou qualquer um no mundo independentemente de você? Quero dizer, tudo o que experimentamos é subjetivo, já que não temos outros modos de experimentar que não seja com nossos sentidos. E começo a pensar que amor é só uma palavra que usamos pra descrever o que se condensa num estado egoísta e temporário de felicidade.






Como salvar uma vida, foi um livro que foi comprado por impulso. Site da livraria com uma oferta muito boa, mais um cupom de desconto, e buscando um livro entre as opções presentes e eis que o nome do livro e a capa me chamaram a atenção.

Quando comprei, pensei que seria um livro completamente diferente do que ele se revelou ser. Acho que acreditava que seria uma espécie de auto-ajuda, ou um romance.. Não sei bem porque. Mas acontece que o livro não tem nada disso, apesar de trazer uma lição muito valiosa junto com ele.

Em Como Salvar Uma Vida, Sara Zarr conta uma história pra nós sobre dois pontos de vista praticamente opostos. Esse estilo de narrativa vem se torando um pouco frequente, logo nos primeiros livros que li que eram dessa forma, ficava desconfiada sobre a qualidade da história, mas até hoje nenhum deles me decepcionou.

Duas personagens principais. Dois pontos de vista. Dois extremos. O que será que as liga e as torna tão parecidas e com algo em comum?

De um lado uma família devastada pelo luto mesmo após 10 meses da morte de Mac, Robin buscando um novo começo após a morte do marido e querendo adotar uma criança, enquanto Jill se fecha cada vez mais dentro de seu luto, afastando todos que a amam e se preocupam com ela, sem conseguir ser ela mesma depois que seu pai morreu. E agora, ainda precisa lidar com o fato de sua mãe querer adotar um bebê. O que para ela parece apenas que a mãe está querendo substituir o pai por uma criança.

Do outro lado da história está Mandy, arriscando tudo para salvar a vida do bebê que carrega dentro de si. Cresceu sabendo que sempre tinha sido indesejada pela mãe, e decide dar uma vida melhor a criança que ela está gerando.

Um pedido de adoção por parte de uma mulher que está tentando recomeçar e fazer algo que ela e o marido sempre comentaram que fariam. A tentativa de uma menina de apenas 18 anos em salvar a vida de seu futuro filho de ter o mesmo destino que ela teve. Em Como Salvar Uma Vida, Sara nos mostra os caminhos dolorosos do luto, da perda, os sacrifícios que uma mãe pode fazer e como o amor é uma força tão poderosa e que pode mudar vidas.

A edição da está impecável! A capa está simplesmente maravilhosa, o nome do livro com a capa combinam perfeitamente com a história. A revisão foi muito bem feita. Sara tem uma maneira incrível de escrever, e a forma como essa história foi narrada, foi completamente envolvente, tanto que peguei o livro para ler alguns capítulos antes de dormir, e quando vi esta amanhecendo e eu acabando o livro!! rsrs

Esse é um livro que eu recomendaria a qualquer pessoa que lesse, é o tipo de leitura boa, que uma hora ou outra, sempre precisamos.



Quotes:


(...) mas eu não protesto diante das coisas. Eu sigo o fluxo, ou pelo menos faço as pessoas pensarem que sigo o fluxo. Às vezes é melhor que as pessoas achem que você é estúpida ou que não se importa.
Compreensão, admiração, gentileza, compaixão e amabilidade básica - que, você sabe, são as coisas que expressam amor, porque senão seria apenas uma palavra, certo? - , essas coisas são os desafios. Especialmente compreensão.



Título: Como Salvar Uma Vida
Autor: Sara Zarr
Páginas: 312
Editora: ;D
ISBN: 9788516072667 
Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger