Às vezes na vida temos medo da mudança e não percebemos que ela é necessária. Temos medo de desconhecido e do que pode vir junto. Medo de sairmos da nossa zona de conforto e termos de enfrentar nossos temores. Assim acontece com o amor. Temos medo e por isso nos fechamos a ele. É o medo de ficar sozinho que nos impede de ficar realmente com alguém, é o medo de acabar com o coração machucado e em pedaços que nos impede de entregar ele a outra pessoa. Porque o amor é isso, é entregar seu coração a outra pessoa para que ela faça o que quiser, você só tem que confiar e torcer para que essa pessoa não te faça sofrer. É como dar um salto de fé. Você precisa confiar para saltar de um penhasco sem fim e, acreditar que lá em baixo a outra pessoa estará esperando para te segurar.
Nunca é fácil, e quase sempre nós deixamos nos levar pelos nossos medos e anseios, perdendo a oportunidade única de conhecer e viver o amor. Esquecendo sempre do mais importante: quem não arrisca, não corre o risco de se machucar, se magoar, de sofrer. Mas também, não corre o risco de ser feliz. E no final isso é tudo o que todos procuram, ser feliz.



Marisa Aziliero.
Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger